Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Projetos

Publicado: Quarta, 04 Fevereiro 2015 14:47 Última modificação: Quinta, 21 Dezembro 2017 09:44

O MMA desenvolve uma série de projetos no âmbito da temática de adaptação à mudança do clima, de forma colaborativa com parceiros da sociedade civil, comunidade científica, setor privado e entes federados. Nesta página você pode encontrar mais informações sobre eles.

Portfólio de Projetos{tab Sobre}

Este portfólio resume os resultados do conjunto de projetos e parcerias quem vem sendo desenvolvidas pela Gerencia de Adaptação à Mudança do Clima da SMCF. Destacam-se os projetos com resultados voltados à análise do impacto e da vulnerabilidade do território brasileiro às mudanças climáticas.{tab Saiba mais}


                portofolio capa                      PortfolioIngles capa

{/tabs}

Aprimoramento dos Serviços Climáticos para Investimentos em Infraestrutura (Enhancing Climate Services for Infrastructure Investments - CSI)
{tab Sobre}
CSITodos os anos grandes quantias de recursos são investidos em projetos de infraestrutura. No entanto, verifica-se que o potencial risco associado à mudança do clima tem sido pouco considerado no planejamento de investimentos em infraestrutura. Embora as incertezas associadas aos cenários de mudança do clima ainda sejam consideráveis, as informações e métodos disponíveis já podem auxiliar na tomada de decisão. Entender as necessidades do tomador de decisão é passo primordial. O desenvolvimento de informações e produtos climáticos orientados ao usuário, também conhecido como Serviços Climáticos, é crucial para o gerenciamento de risco climático. Embora a capacidade técnica dos provedores de informações climáticas no Brasil seja inquestionável, ainda existem oportunidades para aprimorar a interface com os usuários.

Dentro deste contexto, o Projeto CSI, desenvolvido com a cooperação alemã através da GIZ tem como objetivo aumentar a utilização dos serviços climáticos nacionais no planejamento e na avaliação dos riscos climáticos dos investimentos em infraestrutura no país, e para isso tem como parceiro o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

{tab Participantes}
Ministério do Meio Ambiente
Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais
Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH
{/tabs}

Vulnerabilidade à Mudança do Clima
{tab Sobre}

logo projeto
O projeto Vulnerabilidade à Mudança do Clima é uma parceria entre o Ministério do Meio Ambiente e a Vice-Presidência de Ambiente, Atenção e Promoção à Saúde (VPAAPS) da Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ/Ministério da Saúde), financiada pelo Fundo Clima. O objetivo é desenvolver e aplicar uma metodologia para análise da vulnerabilidade da população aos impactos da mudança do clima, em escala municipal.  

Entre os produtos desenvolvidos pelo projeto, destacam-se a metodologia desenvolvida,  representada pelo Índice Municipal de Vulnerabilidade – IMV, um software e uma plataforma, intitulados SisVuClima, que permitem o cálculo automático dos índices.  O Índice foi aplicado ao longo dos anos de 2016 e 2017 aos municípios de seis estados brasileiros: Paraná, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Maranhão e Amazonas.

O sistema pode ser consultado aqui. Os indicadores utilizados no índice estão sintetizados no seguinte diagrama.


O sistema prevê três níveis de acesso. O primeiro nível não exige cadastro e possibilita gerar e visualizar índices e fazer o download dos resultados. O segundo e terceiro nível de acesso possibilitam, respectivamente atualizar os dados e editar o software, e necessitarão de cadastro.  O plano de trabalho de gerenciamento do software está em elaboração, e proverá orientações para o processo de cadastramento de perfis que podem atualizar dados  e fazer o download do software, procedendo alterações no mesmo para usos específicos, mediante mecanismos de gestão que garantam seu uso para fins de pesquisa e ou em órgãos públicos.

Neste sistema é possível acessar os indicadores de vulnerabilidade com base na metodologia desenvolvida adaptada do IPCC (2007). Uma descrição detalhada da metodologia pode ser acessada no Sumário Metodológico. O sistema possibilita acesso aos indicadores de exposição, sensibilidade, capacidade adaptativa e de vulnerabilidade atual e futura. Estas informações também podem ser encontradas em formatos espaciais e gráficos, e caso seja de interesse do usuário é possível proceder ao seu download .

Este projeto foi iniciado em outubro de 2014 e sua conclusão está prevista para julho de 2018.
{tab Participantes}

Ministério do Meio Ambiente
Fundação Oswaldo Cruz.{tab Saiba mais}

Seminário de Indicadores de Vulnerabilidade da População à Mudança do Clima no Brasil.
Fique por dentro 
das atividades do projeto.
Esquema metodológico dos indicadores.
Mapas de vulnerabilidade do estado de Espírito Santo e Pernambuco.
Vulmerabilidade à Mudança do clima - site
{/tabs}
AdaptaClima - Plataforma de Conhecimento em Adaptação à Mudança do Clima
{tab Sobre}

Adaptaclima logoA AdaptaClima é uma plataforma de conhecimento em adaptação à mudança do clima que sistematiza e disponibiliza, de forma colaborativa, informações e materiais sobre adaptação, e conecta provedores e usuários de conhecimento nesta agenda.

Lançada em dezembro de 2017, a AdaptaClima contribui para o alcance do 1º objetivo do Plano Nacional de Adaptação (PNA) que prevê entre suas metas uma “plataforma online de gestão do conhecimento em adaptação criada e disponível à sociedade”A plataforma é de coordenação e gestão do Ministério do Meio Ambiente com o apoio técnico de parceiros mobilizadores, parceiros de conteúdo e de um Conselho Consultivo, instâncias que congregam organizações de diferentes setores envolvidas na agenda de adaptação.


O desenvolvimento da AdaptaClima se deu a partir de um processo colaborativo de dois anos que envolveu mais de 65 organizações no Brasil e no Reino Unido e foi coordenado pelo Ministério do Meio Ambiente, implementado pelo Centro de Estudos em Sustentabilidade da Fundação Getúlio Vargas (FGV-CES) em parceria com o Instituto Internacional de Meio Ambiente e Desenvolvimento (IIED) e apoiado do Conselho Britânico.

Para saber mais, acesse aqui.

{tab Participantes}
Ministério do Meio Ambiente – MMA
Conselho Britânico
Fundação Getúlio Vargas - FGV
International Istitute for Environment and Development – IIED

{tab Saiba mais}
Site do Projeto AdaptaClima do GVces/FGV
1º Workshop Adaptaclima: Identificação das áreas temáticas para organização do conhecimento
{/tabs}


Vulnerabilidade dos Municípios Brasileiros à Seca e Estiagem no Contexto da Mudança do Clima
{tab sobre}

Capa EstudosSecas v4-001Estudo coordenado pelo MMA em parceria com o WWF e o Ministério da Integração Nacional para análise multidimensional da vulnerabilidade dos muniípios brasileiros à seca e estiagem no contexto da mudança do clima, considerando o período de 2011-2040. Tal estudo é baseado na elaboração de um índice composto para o território brasileiro, agregando variáveis climáticas, socioeconômicas e físico-ambientais.

Os objetivos principais do estudo são:

• Disponibilizar informações à sociedade e ao governo sobre cenários futuros da mudança do clima e seus potenciais impactos sobre as secas no país;

• Produzir informações que contribuam para orientar a elaboração e revisão de políticas públicas e iniciativas relacionadas e/ou influenciadas pelo tema. 
{tab Participantes}
Coordenação: Ministério do Meio Ambiente
World Wildlife Fund (WWF) 
Ministério da Integração Nacional. c

Participantes Convidados:
ANA

CEMADEN
INPE
CPRM 
MDS
MAPA
MDA
FIOCRUZ
FUNCEME-CE
Banco Mundial (observatório das secas).

Consultoria contratada: Adapta Consultoria Ltda.

{tab Publicações}
Índice de Vulnerabilidade aos Desastres Naturais Relacionados às Secas no Contexto da Mudança do Clima - Sumário Executivo

Índice de Vulnerabilidade aos Desastres Naturais Relacionados às Secas - no Contexto da mudança do Clima{/tabs}


Impactos da Mudança do Clima sobre a Biodiversidade no Brasil
{tab Sobre}

A série de estudos que fazem parte do Componente: Impactos da Mudança do Clima sobre a Biodiversidade no Brasil, foram financiadas pelo projeto BRA/11/001, da Secretaria de Biodiversidade (SBio/MMA), e representa um esforço compartilhado entre as Secretarias de Biodiversidade (SBio) e Mudança do Clima e Florestas (SMCF), para avançar na sistematização do conhecimento existente sobre impacto da Mudança do Clima e a Biodiversidade no Brasil.Tais estudos foram desenvolvidos entre setembro de 2014 e maio de 2016. Estes estudos tiveram coordenação técnica das gerências e equipes das Secretarias de Biodiversidade (SBIO) e de Mudança do Clima e Florestas (SMCF), representados respectivamente pelos diretores à epoca: Karen Silverwood Cope e Carlos Scaramuzza, e analistas ambientais: Mariana Egler, Adriana Brito, Jennifer Wiezzer e João Arthur Soccal Seyffarth. Este trabalho foi desenvolvido como parte das atividades para a estratégia de Biodiversidade e Ecossistemas do Plano Nacional de Adaptação.
{tab Produtos}

Consultoria 1 - Identificação dos parâmetros de exposição e sensibilidade da biodiversidade à mudança do clima em 2050, em recorte de regiões biogeográficas (biomas). Consultor responsável: Renata Françoso.

Relatório do Produto nº 1 do Contrato nº 2015/000191 – BRA/11/001: Parâmetros de clima mais relevantes para análise do impacto da mudança do clima sobre a biodiversidade
Relatório do Produto nº 3 do Contrato nº 2015/000191 – BRA/11/001: Mapas da distribuição espacial futura de nichos climáticos dos biomas brasileiros
Relatório do Produto nº 4 do Contrato nº 2015/000191 – BRA/11/001: Mapa das áreas sob estresse climático
Relatório do Produto nº 5 do Contrato nº 2015/000191 – BRA/11/001: Mapas da cobertura vegetal nativa remanescente em 2050
Relatório do Produto nº 6 do Contrato nº 2015/000191 – BRA/11/001: Mapas do impacto potencial sobre a cobertura vegetal nativa
Relatório do Produto nº 7 do Contrato nº 2015/000191 – BRA/11/001: Conectividade entre áreas de estabilidade climática e antrópica


Consutoria 2 -
 Análise da provável resposta da biodiversidade aos impactos da mudança do clima e da fragmentação da vegetação, contemplando a análise individual e integrada destes dois impactos. Consultora responsável: Priscila Lemes.

Relatório do Produto nº 1 do Contrato nº 2015/000139 – BRA/11/001: Respostas da biodiversidade aos impactos da mudança do clima
Relatório do Produto nº 2 do Contrato nº 2015/000139 – BRA/11/001: Respostas da Biodiversidade aos Impactos da Fragmentação da Vegetação nativa

Relatório do Produto nº 3 do Contrato nº 2015/000139 – BRA/11/001: Respostas da Biodiversidade aos Impactos das Mudanças Climáticas para Anfíbios, Aves, Mamíferos e Borboletas Frugívoras


Consultoria 3 -
 Apoio à elaboração da Estratégia de Biodiversidade e Ecossistemas do Plano Nacional de Adaptação, incluindo o capitulo de Biodiversidade e Ecossistemas do PNA. Consultor responsável: Ronaldo Weigand Junior.

Produção de Subsídios Técnicos para Elaboração da Estratégia de Biodiversidade e Ecossistemas do PNA
Relatório de Produto nº 2 do Contrato nº 2014/0003-43 – BRA/11/001: Adaptação com base em Ecossistemas no Plano Nacional de Adaptação à Mudança do Clima (PNA)
Relatório de Produto nº 3 do Contrato nº 2014/0003-43 – BRA/11/001: Compreendendo os componentes da vulnerabilidade da biodiversidade à mudança do clima
{/tabs}


IPACC II - Gestão de risco climático e investimento público
{tab Sobre}

logo IPACC
O Projeto IPACC II – Investimento Público e Adaptação à Mudança do Clima na América Latina – é resultado de uma cooperação entre Peru, Brasil e Colômbia. Com período de execução de maio de 2015 a junho de 2019, o Projeto tem valor previsto de ‎€5 milhões, financiado pelo BMUB da Alemanha e ofertado pela GIZ, responsável pela execução financeira.

O objetivo principal do Projeto é fomentar, no âmbito das instâncias técnicas e políticas dos Ministérios da Economia, Fazenda e Planejamento no Brasil, Colômbia e Peru, a consideração do risco associado à mudança do clima e opções de adaptação nos processos de planejamento e tomada de decisão para investimentos públicos.

{tab Parceiros}

PERU: Ministério da Economia e Finanças
COLOMBIA: Departamento Nacional de Planejamento
BRASIL: Ministério do Meio Ambiente; Ministério da Fazenda; Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão

{tab Saiba mais}

Rede latino-americana de gestão de risco e mudança do clima no investimento público.
Projeto IPACC I: a experiencia do Peru.
Publicações Gestão de Risco e Mudança do Clima no Peru.

Documentos do Projeto
Eventos Regionais do Projeto

{/tabs}



Economy-Wide Adaptation to Climate Change{tab Sobre}

arte economy wide

O projeto é uma parceria entre MMA, FGV-GVCES, Embaixada Britânica e UKCIP (UK Climate Impacts Programme) para a atualização de ferramenta para o setor privado e elaboração de ferramenta para organizações da sociedade civil (ONGs), desenvolvidas para elaboração de estratégias de adaptação à mudança do clima. Participaram do desenvolvimento do projeto organizações membro da EPC (Empresas pelo Clima) e do Observatório do Clima. O objetivo é estabelecer processos para promover a avaliação da vulnerabilidade nas organizações do setor privado e nos projetos e programas das organizações da sociedade civil, bem como ajudar a identificar opções de como lidar com os riscos climáticos e de como desenvolver e implementar uma estratégia de adaptação à mudança do clima.

No dia 10 de setembro de 2015 foram lançados os produtos do trabalho desenvolvido com o setor privado: o Ciclo para elaboração de agendas empresariais de adaptação às mudanças do clima, a ferramenta para implementação desse ciclo e um toolkit de apoio ao engajamento.

No dia 29 de fevereiro de 2016 foram lançados os produtos do trabalho desenvolvido com as organizações da sociedade civil: Ciclo para elaboração de estratégias de adaptação para as ONGs, Ferramenta de suporte para elaboração de estratégias de adaptação para ONGs e o Jogo do Clima: como a mudança do clima pode afetar as ONGs?

{tab Participantes}
Ministério do Meio Ambiente
Embaixada Britânica
UKCIP
FGV - GVCES

{tab Saiba mais} 
Site do GVces/FGV
Site do Projeto Economy-wide Adaptation to Climate Change do GVces/FGV
Ciclo para elaboração de agendas empresariais de adaptação às mudanças do clima (English Version)
Ferramenta de implementação do ciclo de agendas empresarias de adaptação às mudanças do clima (English Version)

Toolkit de apoio às empresas no engajamento de público estratégico
Publicação online “Adaptação às mudanças climáticas e o setor empresarial”
Ciclo para elaboração de estratégias de adaptação à mudança do clima para as organizações da sociedade civil (english version)
Ferramenta de suporte a elaboração de estratégia de adaptação à mudança do clima para organizações da sociedade civil (english version)
O jogo do clima: Como a mudança do clima pode afetar as organizações da sociedade civil? (english version
)
{/tabs} 

 

Biodiversidade e Mudanças Climáticas na Mata Atlântica{tab Sobre}

Logomarca Projeto Mata Atlantica
O projeto é uma realização do governo federal, coordenado pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA). Conta com o apoio técnico da Deutsche Gesellschaft fur Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH e o apoio financeiro do KfW Banco de Fomento Alemão.

O objetivo do projeto é promover a incorporação da lente climática em planos de conservação e restauração florestal nas regiões de mosaicos de unidade de conservação selecionados na Mata Atlântica, a fim de contribuir para a mitigação e adaptação à mudança climática.
Entre as atividades desenvolvidas destacam-se o estudo elaborado de diagnóstico dos impactos potenciais da mudança do clima sobre o bioma Mata Atlântica, e capacitações na temática de Adaptação baseada em Ecossistemas (AbE).

A incorporação do risco climático na elaboração do Plano Diretor de Duque de Caxias e do Plano de manejo da APA de Cananeia-Iguape e Peruibe.

Para assistir um vídeo informativo sobre AbE clique aqui ou aqui.

{tab Parceiros}

Ministério do Meio Ambiente
Deutsche Gesellschaft fur Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH
KfW Banco de Fomento Alemão

{tab Saiba mais} 

Factsheet do Projeto (English version) (Deutsch version)
Folder do Projeto (English version)
Capacitação Adaptação à Mudança do Clima e Abordagens Ecossistêmicas
Impactos Biofísicos Potenciais da Mudança do Clima sobre a Mata Atlântica
{/tabs}
 

Base de Fatos de Conhecimento sobre Adaptação à Mudança do Clima
{tab Sobre}
logo
Elaboração de estudos contemplando uma busca e sistematização do conhecimento existente sobre adaptação à mudança do clima. O objetivo é fornecer subsídios técnicos iniciais para o desenvolvimento de uma estratégia de adaptação à mudança do clima e aos seus efeitos, apresentando recomendações ao governo brasileiro a respeito de ações de adaptação capazes de contribuir para esta estratégia.
Esse projeto foi finalizado em 2015.

{tab Participantes}

Ministério do Meio Ambiente
Centro de Estudos em Sustentabilidade da Escola de Administração de Empresas da Fundação Getúlio Vargas (GVCes- FGV).


{tab Saiba mais} 
Estudos elaborados:

Mapeamento de Atores e Trabalhos Relevantes para o processo de Adaptação Às Mudanças Climáticas
Diagnóstico Preliminar das principais informações sobre projeções climáticas e socioeconômicas, - impactos e vulnerabilidades
Análise das Competências Legais dos três níveis da federação no tema adaptação
Relatório Final sobre dimensões temporal, espacial e temática no planejamento de adaptação às mudanças climáticas
Recomendações para uma estratégia nacional em adaptação
Metodologias para identificação e priorização de medidas de adaptação
Sistematização de informações por recorte temático e setorial
Análise de formatos e modelos de interação entre governo e setor privado
Relatório da Aplicação de Metodologia Custo/Benefício (Economics Of Climate Adaptation)Avaliação das - Projeções Climáticas e Modelo Chuva-VazãoDescrição e Análise das Medidas Adaptativas

Tabelas:

Tabela de Mapeamento Atores
Tabela de Mapeamento dos Trabalho 

{/tabs}
 

Diálogos Setoriais União Européia-Brasil{tab Sobre}

logo dialogos setoriaisO Projeto de Apoio aos Diálogos Setoriais Brasil-União Europeia aprovou para a sua sétima convocatória uma ação para o conhecimento de Opções Metodológicas para a Análise da Vulnerabilidade. O objetivo é conhecer e disseminar diferentes metodologias e abordagens para identificação da vulnerabilidade às mudanças climáticas contribuindo, assim, para a elaboração de estratégia nacional de enfrentamento do tema.

No âmbito do projeto foi realizado o Seminário “Opções Metodológicas para identificação da Vulnerabilidade às Mudanças Climáticas no Brasil e na União Europeia”.
Esse projeto foi finalizado em 2014.
{tab Participantes}

Brasil – União Européia

{tab Saiba mais}
Site dos Diálogos Setoriais

{/tabs}

Segurança Alimentar e Adaptação à Mudança do Clima{tab Sobre}

Desenvolvimento de estudo com o objetivo de identificar, a partir de dados e informações disponíveis, a vulnerabilidade da segurança alimentar no Brasil à mudança do clima. Os resultados deste projeto contribuíram para a elaboração da estratégia setorial "Segurança Alimentar e Nutricional" do Plano Nacional de Adaptação à Mudança do Clima (PNA), podendo subsidiar demais políticas públicas, a exemplo do Plano Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional.
Esse projeto foi finalizado em 2015.{tab Participantes}
Ministério do Meio Ambiente - MMA
Comitê de Oxford de Combate à Fome - OXFAM
Ministério do Desenvolvimento Agrário - MDA
Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - MAPA.
{tab Saiba mais} 
Produto1:Contextualização da relação entre Segurança Alimentar e Nutricional e Adaptação às mudanças climáticas

Produto2: Análise sobre projeções climáticas e seus impactos na segurança alimentar e nutricional
Produto3:Análise sobre vulnerabilidades da segurança alimentar às mudanças climáticas
{/tabs}

 

Fim do conteúdo da página